De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.

Outros blogues:
http://www.worldartfriends.com/pt/users/maria-letra
http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/

sexta-feira, 1 de abril de 2011

O GRITO DO INDÍGENA - Para a Ciranda da poetisa Ana Stoppa


Somos um povo importante,
Como tantos outros, são.
Sejamos nós Arapasos,
Anambés, ou Aruás,
Uma só coisa queremos:
Vivermos todos em Paz.

Somos um povo importante,
Como tantos outros são.
Sejamos nós Bacairis,
Alsanos ou Aparais,
Em Amor, temos direito
A sermos todos iguais.

Somos um povo importante,
Como tantos outros são.
Sejamos nós Fulniôs,
Guatos ou Uarequenas,
Nesta frase, tudo somos:
Humanos e Bons, apenas.

Somos um povo importante,
Como tantos outros são.
Sejamos nós Xucurus,
Iecuanas ou Zorós,
Uma coisa mais pedimos:
RESPEITO por todos nós!

Maria Letra


Março de 2011
Imagem do blog:
http://fabiopestanaramos.blogspot.com

4 comentários:

Anónimo disse...

Boa noite Mizita,
bonita mensagem de paz e amor. Somos todos humanos, rimos, choramos sentimos, sofremos, amamos, etc. Somos todos povos importantes, desde que nos amemos e respeitemos uns aos outros.

Beijinho,
Ana Martins

Maria Letra disse...

Um bom fim-de-semana, amiga Ana.
Que bom ter amigos que pensam assim ...
Obrigada pela sua visita e lindo comentário. Um grande abraço.

Adelaide disse...

Se todos se amassem e sentissem iguais. Brancos, pretos amarelos...que interessa a cor se por dentro todos sangue vermelho! Nascemos, vivemos e morremos. Se fossemos todos de uma cor só a vida nem tinha graça.
O que seria mais importante seria que todos se amassem uns aos outros, se ajudassem sempre que necessário. Infelizmente há sempre os que se acham mais importantes sem pensarem que muitas vezes que os que cultivam mais a humildade são os que têm mais valor em todos os sentidos

Parabéns Mizita
Milai

Maria Letra disse...

Obrigada, Milai. Não me admira que comentes assim, pois a tua alma é muito nobre. Em ti não há ódios, nem sentimentos mesquinhos.
Beijinhos, querida amiga.