De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.

Outros blogues:
http://www.worldartfriends.com/pt/users/maria-letra
http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/

sexta-feira, 1 de abril de 2011

ME CHAMO MARIA LETRA


Maria me chamo eu.
A seguir,  tenho mais Letra.
Repudio toda a vaidade,
Ignoro a falsidade,
Abordo tudo, sem treta.

Levo a vida como posso
E como aprendi , com ela.
Tem sido assim que eu, Beirã,
Respondo, com a mente sã,
Aos podres que grassam nela.

Maria Letra


Março, 2011

2 comentários:

Tite disse...

Sim amiga,

Estas palavras são mesmo a tua cara, a tua personalidade.
Não te conheço ao vivo mas é como se conhecesse.

Um grande beijo

Maria Letra disse...

Também eu, Tite, não te conheço ao vivo mas parece-me que já te conheço há muitos anos e sei o que as pessoas esperam da tua alma sincera e direta: honestidade. Daí eu gostar de ti, minha amiga. Eu quando não gosto duma pessoa, não faço favores.
Um grande beijinho.