De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.

Outros blogues:
http://www.worldartfriends.com/pt/users/maria-letra
http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/

sábado, 16 de abril de 2011

AMOR - Acróstico


Amor com amor se paga?
Mas que ditado imperfeito!
O meu amor me traíu.
Retribuo? De que jeito?

Maria Letra


15-03-2011

Enviar um comentário