De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.

Outros blogues:
http://www.worldartfriends.com/pt/users/maria-letra
http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/

sexta-feira, 15 de abril de 2011

A TERRA JÁ FOI REDONDA


Tu foste esfera redonda,
mas hoje, não o serás.
Gostaria de saber …
o que é que estará por trás
de verdades, mentirosas,
que nos dão a conhecer
em teses prodigiosas.

Hoje é gato, amanhã, não,
vá-se lá saber porquê.
anda meio mundo, em vão,
ensinando não sei quê,
para amanhã descobrir
que afinal o sim, é não.
Não me venham iludir!

Na verdade, há muitos anos
duvido de teorias
impostas na aprendizagem,
de matérias, de utopias,
- criadas não sei por quem -
que me roubavam coragem
de aprender, bem mais além.

É que nem todos são parvos …
Se virmos bem, se pensarmos,
noque foi e já não é,
dá vontade de passarmos  
a cancelar tudo, a esmo
e acreditarmos, que o Zé,
com o Povinho, aprendeu mesmo!

Maria Letra
Abril de 2011

Enviar um comentário