De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.

Outros blogues:
http://www.worldartfriends.com/pt/users/maria-letra
http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/

quinta-feira, 14 de abril de 2011

VOU ABRIR UMA JANELA - Para a ciranda da poetisa Ana Stoppa

VOU ABRIR UMA JANELA

Vou abrir uma janela,
espreitar a Vida, lá fora;
Cá dentro, o ar me sufoca,
desde que tu foste embora.

Janela aberta p’rá Vida,
vigora a Vida de quem
abre o coração, de novo,
e dá Vida a outro alguém.



Maria Letra
Enviar um comentário