De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.

Outros blogues:
http://www.worldartfriends.com/pt/users/maria-letra
http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/

sábado, 16 de abril de 2011

DEIXA - Por Susana Letra a 16-02-2011

Deixa que o vento,
te leve as tristezas, as lágrimas e dissabores,
de um passado presente.

Deixa que o vento,
te traga a frescura de um novo começo,
passando de leve, teu rosto cansado.

Sente a melodia das folhas que caem,
e imagina apenas um novo futuro,
como novas flores coloridas que brotam num vasto campo,
vinda a Primavera.

Deixa que a chuva te lave ...
Enviar um comentário