De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.

Outros blogues:
http://www.worldartfriends.com/pt/users/maria-letra
http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

SORRI! - UM POEMA À MINHA 1.ª NETA


Sorri!
Enche os teus olhos de brilho
E de ternura.
Semeia esperança
Em cada sepultura.
Tu és a vida,
A luz, a alegria
Da lua nova que surge,
Em cada dia.
Sê forte, serena
E confiante.
Faz do Amor
O teu grande amante.
Vive p'ra ele.
Faz-nos sentir
Que, em todo o ser,
Há uma forma de sorrir.


Maria Letra
Fotografia do album de família
Enviar um comentário