De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.

Outros blogues:
http://www.worldartfriends.com/pt/users/maria-letra
http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/

domingo, 13 de dezembro de 2009

EU QUERO VER-TE FELIZ (à Susana, minha única filha)


Eu quero ver-te e sentir-te
Como uma açucena em flor,
Guardar-te bem, no meio peito,
Como água cristalina
A descansar no seu leito.


Quero ver-te muitos anos,
Saudável, fresca, risonha,
A brincar, alegremente,
A rir com outras crianças
 E a saltitar de contente.

Quero que sonhes, que vivas,
Que construas sôbre a base
De tudo em que acreditas.
Que todo o bem faça eco,
Que todo o mal não repitas.


Mas, se algum dia sentires
Que falhaste, doce filha,
Nunca te sintas perdida.
Os teus erros serão sempre
Lições dadas pela vida.



Quero ver-te uma Mulher
Mas, sobretudo, uma Mãe,
P'ra nunca te sentires só.
Além disso, há alguém,
Que também quer ser avó.


Maria Letra
Enviar um comentário