De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.


quarta-feira, 18 de maio de 2011

ESCRAVATURA




ESCRAVATURA

Desde os primórdios da vida
que há gente a usar os outros
como sua propriedade.
Quanta pessoa agredida
no mais fundo do seu ser!
Oh! Quanta brutalidade!

Tem havido tentativas
- ao longo de muitos anos -
de acabar com esse mal.
Contudo, são iniciativas
que nos trazem muitos danos,
e mantêm tudo igual.

A lei tem processos lentos,
não é rápida a actuar.
Não vai ao fundo... ladeia...
Ignora comportamentos
de quem está a escravizar...
A eficácia escasseia.

Todo o ser que é abusado
carece de muito de amor
e de tanta iniciativa...
Ainda não sei p'ra qual lado
pende a lei, em muitos casos.
Depende da perspectiva.

Há que acabar com o abuso,
mas a ganância é tão grande
neste mundo tão cruel,
que mantém, muito confuso,
quem à justiça é fiel.

De forma camuflada
- que a muitos pode escapar -
o abuso permanece...
...com revoltantes manobras
dos que querem escravizar...
E o proibido... acontece!


Maria Letr@
P_2011Mi05

6 comentários:

Adelaide disse...

Amiga,

Caramba, estás mesmo a precisar de férias. o poema está muito certo mas triste até mais não! Esquece esse passado horrível e faz um poema de humor para os quais tens tanto jeito.

Beijinhos
Milai

Maria Letra disse...

Minha querida amiga Milai,
Eu não me lembro de alguma vez ter feito um poema com humor. Hás-de dizer-me porque é que achas, portanto, que eu terei jeito para esse tipo de poemas. Se escrevi, eu não me lembro.
Mas eu percebi: o que quiseste dizer foi que escrevesse poemas com temas mais positivos. Infelizmente, porém, o que passa neste momento, no mundo, "não dá para ser feliz" e eu sou de carne e osso. Contudo, procurarei trazer um tema suave, na próxima vez que venha aqui.
Um grande abração.

Lázara papandrea disse...

uma preciosa reflexão! De fato a escravidão é a grande mancha que paira sobre a civilização. E que a luta, para amenizar o sofrimento dos resquícios deixados pela escravidão, permaneça. grande abraço

Maria Letra disse...

Obrigada, querida Lázara Papandrea, pela sua visita e pelo seu comentário. A existência de outras formas de escravatura, muito sofisticadas e subtilmente camufladas, é que devemos continuar a tentar combater com unhas e dentes.
Um grande abraço.

chica disse...

POrma forte como o tema,mas lindo!

Um beijo e sabes que comigo também está acontecendo dos comentários sumirem...Estranho,né?

Ainda bem que com TEIMOSIA, conseguimos postar,rsrs beijos,chica

Maria Letra disse...

Obrigada, Chica. Este não sumiu ....!