De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.


sábado, 5 de outubro de 2019

INCOERÊNCIAS DA LEI


INCOERÊNCIAS DA LEI

As leis devem ser cumpridas!
São duras, mas não faz mal
se com justiça criadas
e com justiça votadas
p'ra todo o crime, em geral.
Porém, há casos chocantes
tanto nas mal concebidas,
como nas mal aplicadas.
Vejamos só este caso...
as taxas que nós pagamos
dentro de assaz curto prazo:
Quando um pobre ser, coitado,
tem um precalço na vida
e vê-se, então, condenado
a não poder liquidar
todas as contas do mês...
seu sossego...era uma vez!
Por qualquer valor em débito,
nem que sejam poucos euros,
penhoram-lhe a própria casa,
e o salário que tem,
em tempo record. Pois bem...
Se, no entanto, um ministro,
ou outro VIP qualquer
que tenha um certo poder...
cometer um acto-crime
que lese gente, em geral,
será também condenado,
contudo, o tempo que leva
a resolver o seu caso,
dá-lhe tempo p'ra girar
os seus bens p'ra outro nome
...ou até divorciar-se.
Esse, nunca morre à fome!
Podemos ter a certeza.
O tempo que vai levar
o seu caso a resolver...
dá pano p'ra muita manga
enquanto o pobre, impotente,
fica doente... e de tanga.
Esse, o que tiver - pouco ou nada -
não precisa desse tempo
e, com a casa penhorada,
só poderá ir pensando
onde meter a família
porque até mesmo a mobília
que comprou, sacrificado,
vendeu para ir pagando
aquilo que deve ao Estado.
Pode, bons anos depois,
o VIP vir a ser preso
mas, raramente indefeso,
terá sempre gentil oferta
duma alternativa aberta
por um qualquer “bom amigo”...
Pois é com pesar que vos digo
que há leis no nosso país,
que não cortam males pela raiz.

Maria Letr@

INCOMPETÊNCIA EM ACÇÃO


Fazer humor da desgraça
não pode ter qualquer graça...
Depois... há aqueles programas
em que se abusa dos dramas.
Que perguntas inconvenientes
são feitas por incompetentes!!!
Acaba de ser anunciado,
que alguém foi assassinado!
Perguntam a um seu parente:
- Por favor... como se sente?
- E você, seu atrasado?
  Vá chagar para outro lado!
- dá vontade de dizer.
Que sede de ver sofrer!!!
São perguntas que se façam?
Em vez de acalmarem... maçam!
Pegam em dramas actuais,
recheiam-nos de muitos ais,
amarram-lhe um fio à volta
e... só de ver... nos revolta!
Mas que jornalismo é este?
Não haverá quem proteste?

Maria Letr@