De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.

Outros blogues:
http://www.worldartfriends.com/pt/users/maria-letra
http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/

quarta-feira, 12 de junho de 2013

MISERÁVEIS IDEAIS


1 comentário:

BIA disse...

Infelizmente há pessoas sem escrúpulos em todas as áreas. A poesia como crítica social tem grande valor, é fazer bom uso da arte e da cultura além de toda beleza que possui para abrir os olhos das crueldades do mundo.
Abraço Maria :)