De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.

Outros blogues:
http://www.worldartfriends.com/pt/users/maria-letra
http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/

domingo, 4 de agosto de 2013

JÁ NADA ME PRENDE AQUI



Onde quer que tu estejas,
meu Amor,
faz-me sentir-te
no meu buscar-te,
quando a noite se avizinha.
Tira-me deste inferno,
desta dor.
Faz-me acreditar
que nunca estiveste aí.
Não quero viver sozinha
este amor que guardo ainda.
Que o teu silêncio não dure,
pois meu sentir-te não finda.
Que a tua alma me cure
da tua imagem tão linda.
Morri quando tu partiste.
Já nada me prende aqui.
Quero rever-te,
encontrar-te nesse além
que não conhece o perdão.
Deixa-me partir contigo.
Meu corpo vive sem ti,
mas a minha alma não.

Maria Letra
2013-08-04
Enviar um comentário