De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.

Outros blogues:
http://www.worldartfriends.com/pt/users/maria-letra
http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/

quarta-feira, 16 de março de 2011

SER POETA


SER POETA
Ser poeta é ser louco
de amor por um pouco
de sonhos, magias
e mil fantasias.
Ser poeta é sonhar
acordado. É criar.
Com versos ele fala,
ele canta, ele embala.
No mistério se esconde,
se alimenta e responde
à nossa procura
de alento e de cura.
Ser poeta é ter medos,
cantar mil segredos,
mil dores, mil tormentos,
em tristes momentos.
É esconder a verdade,
é Amor, é Saudade!
É chorar escrevendo,
viver não vivendo,
é ser nada e ser tudo.
É cobrir com veludo
a dor que carrega
e que em versos nos lega.
Ser poeta é sentir
- mesmo que a dormir -
para além da pele,
a dor que é só dele.
Balouça na rima,
se embala, se anima.
Naquilo que escreve,
o poeta se atreve
a contar loucuras,
História, culturas.
São versos que lemos,
e neles nos revemos.
Pinta, sem pincel,
um quadro, um painel,
em forma de versos,
sobre temas diversos.
Na sua alma inquieta,
reside o poeta!
Maria Letra
Enviar um comentário