De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.

Outros blogues:
http://www.worldartfriends.com/pt/users/maria-letra
http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/

terça-feira, 31 de maio de 2011

ALÍCIA, MINHA DELÍCIA!


Um Pai Português,
uma Mãe Brasileira,
deu botão de rosa
num trio à maneira!
Foi doce mistura,
boa p’ra caramba,
e agora tu danças,
o vira e o samba.
E nestes dois jeitos,
há um contratempo:
acabas perdendo
o vira, no tempo.
Estás bem Carioca,
estás bem Portuguesa,
e nesse estares bem,
estou bem, com certeza!

 Maria Letra
Enviar um comentário