De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.

Outros blogues:
http://www.worldartfriends.com/pt/users/maria-letra
http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/

quinta-feira, 3 de junho de 2010

A CONTABILIDADE E A VIDA


Aqui, jaz
alguém que já nada faz,
nem, provavelmente,
fez alguma vez.
Na caixa que o encerra,
ficará até que a terra
o reduza à sua origem,
à sua expressão mais virgem.
Para ele,
o Deve e o Haver
já não têm Razão de ser.
Para muitos,
a Contabilidade
é uma necessidade,
uma afirmação
da sua situação
na vida.
O seu valor humano,
é directamente proporcional
ao valor
do seu Capital.
É um conceito desumano.
Mas é assim.
Contudo,
esse valor não é tudo.
É nada!
É a tua essência mascarada.
É um cálculo, errado,
que te fará passar
à categoria de depenado
se nada tiveres.
A vida tem um valor
de dimensão maior
e mais profunda,
nesta sociedade
moribunda.
Eu tento ignorar
estes valores mesquinhos,
em que abunda,
Perversidade,
Corrupção
e traição.
Vida ...
é um coração que bate,
que vibra,
que agita,
que sente
um amor ausente,
que jamais estará presente.
Eu sei onde está o valor
de cada um de nós,
mesmo sem Contabilidade:
está no amor,
pelos que sofrem.
Essa é que é a verdade!

Maria Letra
1986-Maio


Imagem da autoria de Miguel Letra
Enviar um comentário