De velhas raizes minhas,

umas vivas, outras mortas,

retirei ervas daninhas

p’ra poder abrir mais portas.

Outros blogues:
http://www.worldartfriends.com/pt/users/maria-letra
http://www.recantodasletras.com.br/escrivaninha/

sábado, 30 de agosto de 2014

YOU ARE NOT A BURDEN, MY BROTHER!

YOU ARE NOT NOT A BURDEN, MY BROTHER!

A hard life I  have been made to face,
brother, until you grow much older,
but I have great hope and faith
that I´ll be strong enough
to carry you, with love,
on my shoulder.

Maria Letra
2014-08-29

TU NÃO ÉS UM FARDO, QUERIDO IRMÃO!
(adaptação para português)

Fui forçada a enfrentar uma vida dura,
enquanto fores pequeno, meu irmão.
Mas eu tenho esperança_ e muita fé
de que enquanto eu caminho, a pé,
levando-te, com Amor, às costas,
tu, mesmo adormecido, gostas!

Maria Letra
2014-08-29





domingo, 17 de agosto de 2014

terça-feira, 12 de agosto de 2014

DAMN WEAKNESS!
















(To Robin Williams)

.... and when Success is no longer enough,
Temptation can make our lives tough ...
by destroying Consciousness to a limit
where Dependence can be hit.
Then we may see, Reason and Wisdom,
both loosing their own kingdom,
causing a miserable man’s Pride
with Disillusion, finally, collide.

Maria Letra
2014-08-12

MALVADA FRAQUEZA










(a Robin Williams) 

…. e quando já nem o Sucesso basta...,
a Tentação, quase sempre madrasta...,
pode anular a nossa Consciência
dos limites..., até à Dependência.
Vimos então que, Razão e Saber,
deixarão de ter peso no Querer,
aniquilando qualquer ser humano
que não sabe enfrentar o Desengano.

Maria Letra
2014-08-12

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

terça-feira, 5 de agosto de 2014

GAZA EM BRASA


CULTOS OCULTOS


Panteísmo, Pampsiquismo,
Imanência e Transcendência
coexistem, porque existem
em cada culto, que exulto,
não precisar de abraçar.
São temas com problemas
de entendimento tão lento...
que desisto, sem ter visto
fatos concretos, objetos
da minha entrega, que nega
ir além... do que convém.       
São meras linhas..., não minhas,
de pensamentos que tento,
não ousar aprofundar.
Nesta ignorância e ânsia
de procurar saber mais...,
jamais terei..., ou tentarei...,
uma resposta, pois exposta
a cada teoria que as diferencia,
perco a razão. E então...
ignorante serei..., contudo, sei
que entre verdade e realidade
há muito dito em conflito.

Maria Letra
2014-08-05